Happy Day of the Womens (Year two) Feliz dia das Mulheres: exemplos de escritoras, personagens e personalidades que fazem diferença

Olá my dears, mein lieber, como estão?
Como todos já sabem, hoje é dia internacional da mulher. E neste post vou homenagear mulheres corajosas, exemplos de que com vontade de mudança, somos capazes de mover “montanhas.”
E por esse motivo decidi fazer uma lista com escritoras, personagens femininas, livros, personalidades históricas e mulheres no mundo da música que fazem alguma diferença na sociedade. Bom, a lista a seguir é baseada na minha opinião, então é muito pessoal, espero que entendam.  
Aproveitando a oportunidade deixo com vocês o link da postagem que fiz ano passado. Admito que não gosto do que fiz, mas dá pra tirar partes boas…Complicado mudar o que já fomos, ou nosso passado. Mesmo assim leiam e tirem suas próprias conclusões.
:D

& & & & & & & & & & & &
JJJJAAAAACCHH

Autoras Femininas

Lygia Fagundes Telles

Li algum tempo atrás um livro com alguns contos dela, e me sinto mal por não ter aproveitado melhor a leitura, pois tive que entregar a obra já que estava acabando o período letivo escolar na época… E acrescentando que eu era muito jovem para entender a literatura dessa mulher incrível. Resumindo: li muito rápido e não apreciei a leitura.
Só posso dizer que esse ano, Lygia Fagundes Telles vai ficar na minha cabeceria de leitura. I promise.
Fiquei mais curiosa para lê-la, porque ela estará concorrendo o Prêmio Nobel de Literatura. Quem não sabia, fique sabendo.

Algumas Obras
Ciranda de Pedra
As Meninas
Antes de baile Verde
As Horas Nuas

Clarice Lispector

Se não a minha autora favorita, uma delas.
Clarice me inseriu na literatura brasileira. Comecei lendo um livro empoeirado da biblioteca da minha escola, que continha os seus melhores contos - ou pelo menos era assim que falavam- porém quando o li, tive certeza que sim, eram os melhores contos dela. Embora não tivesse conhecimento do que mais ela havia escrito. Agora tenho.
Eu me identifiquei com a sua escrita. Parecia que ela falava comigo e sentia tudo o que eu sentia. Isso era incrível! Principalmente para uma pessoa que ainda estava começando a dar seus primeiros passos no mundo da literatura. E era esse o empurrão que eu precisava para me apaixonar pela literatura, definitivamente.
E deve ser por isso que tenho estima e a cada dia percebo mais, que Clarice Lispector sempre continuará em minha mente. E na minha cabeceira.

Algumas Obras
Perto do Coração Selvagem
A Hora da Estrela
A Maçã no Escuro
A Paixão Segundo G.H


Rachel de Queiroz

Muitos temem lê-la. Por que será?
- Porque suas obras são clássicas e por esse motivo parecem complicadas de compreender.
Bobagem. Li O Quinze – o único que li, até agora – e me surpreendi com a escrita de fácil compreensão. Sim! Só porque é um clássico, não significa que seja difícil. Só basta dar uma oportunidade.

Algumas Obras
Memorial de Maria Moura
O Quinze

Cecília Meireles
Tenho fases, como a Lua; fases de ser sozinha, fases de ser só sua.
Cecília Meireles
A primeira vez que li Cecília Meirelles foi em uma aula de Literatura no ensino médio. Criei uma admiração instatânea por sua poesia e seu toque delicado.
Ela fala sobre a vida, a nossa existência, o amor, mudanças, o que somos… Ou seja assuntos que nos causam noites insones. E é por este motivo, que ela é considerada uma dos melhores escritores de Língua Portuguesa.




Algumas Obras

Ou Isto ou Aquilo
O Menino Azul

Lygia Bojunga


A primeira autora que li na minha vida, literalmente. Pelo menos desde que me lembro.

Lygia Bojunga é uma autora que tem como principal público-alvo, os jovens. Entretanto, pode chamar a atenção de outros públicos, por tratar de assuntos diversos.
Sua escrita é gostosa e fluída. E acrescentando que muitas delas deixam um mistério insolúvel, como no primeiro livro que li dela, Nós Três. Você termina sem saber se tudo foi real ou apenas a imaginação de uma criança, no caso a narradora-personagem. O que instiga o leitor a meditar e procurar discutir com outras pessoas, a fim de descobrir o que aconteceu.

Algumas obras
A Bolsa Amarela
Aula de Inglês
Nós Três

Cassandra Clare

Como já disse diversas vezes, Cassandra Clare é uma escritora que diz o que escondo no mais fundo do meu ser.
Já fiz diversas resenhas de suas obras e farei muitas mais, porque graças a ela, procurei conhecer autores clássicos, como Charles Dickens e Horace Walpole.
É fácil se identificar com seus personagens. Eles são tão humanos e ao mesmo tempo tão fortes. E o principal, são jovens e se encontram na mesma situação que a minha; com problemas amorosos, familiares e com eles próprios.

Algumas obras
Os Instrumentos Mortais
As Peças Infernais

Becca Fitzpatrick

A primeira resenha - a primeira postagem – que publiquei no blog foi sobre Sussurro. Então podem perceber que a minha principal motivação para a leitura tenha sido a série de livros escrita por ela.
Becca Fitzpatrick não é uma das melhores escritoras que já li, mas a guardo em meu coração, porque foi por sua causa, que me apaixonei pela leitura. Claro que existiram outras razões, porém uma dessas foi esta saga, sobre anjos caídos e nefilins. A primeira estória sobrenatural que li. Como dizem: para tudo tem uma primeira vez.


Algumas obras
Série Sussurro
Gelo Negro

Mary Shelley

Filha da escritora Mary Wollstonecraft, muito conhecida por clamar por igualdade entre homens e mulheres.
Mary Shelley é famosa por misturar terror gótico com inspirações do movimento romântico, em sua obra Frankenstein.
Frankenstein não trata apenas da busca insansiável do humano por conhecimento. Trata de assuntos muito profundos, tal como preconceito, xenofobia e o medo de ser. Você ouviu muito bem. O ser torna-se uma maldição, carregada pelo monstro criado por Viktor Frankenstein, ao desejar controlar a natureza e reverter a morte. A criatura é abandonada por seu criador e passa sua vida fugindo do que é. Do que causa pavor nas pessoas e de sua forma horrenda.  

Obra mais conhecida: Frankenstein

Emily Brontë


Nunca resenhei Emily Brontë porque é complicado não ter um tipo de amor e ódio pelas personagens dela.
As personagens criadas por ela são como diria, Nietzche: humano, demasiadamente humano. Heathclif é o personagem que causa mais discórdia dentro de mim, pois é difícil saber se ele é bom ou mau. No entanto, quando comparamos com a vida real, percebemos que não há ninguém totalmente bom ou mau. Somos apenas humanos. Erramos e somos imperfeitos.

Única obra: O Morro dos Ventos Uivantes

Charlote Brontë
Principal obra: Jane Eyre



As irmãs brontë são bem conhecidas pelo talento na escrita. 
Charlote é conhecida pela narrativa mais neutra, diferente da escrita da Emily que é bem obscura e sombria. 
Todavía Jane Eyre, sua obra mais famosa, é bonita e limpa. Com inspirações românticas claras. 


Katherine Mansfield

Não li tanto da Katherine, como vocês podem saber ao se deparar com uma das últimas postagens do blog. No entanto o pouco que li, me fez ver a “alma” de sua literatura.


A alma dela é narrar acontecimentos rotineiros e dar uma vida maior para as mulheres, destacando-as.

Sylvia Plath
Provavelmente o que tornou Sylvia Plath tão conhecida, foi o fato de ter- se suicidado. Sim, ela tinha problemas psicológicos e os expressou por meio da obra A Redoma de Vidro.
A Redoma de Vidro foi o único romance da autora, já que ela era poetisa e não romancista.
 
"Respirei fundo e escutei o velho e orgulhoso som do meu coração. Eu sou, eu sou, eu sou."




Personagens femininas

Tessa Gray (Peças Infernais)

Rose Hathaway (Academia de Vampiros)

Nora Grey (Susurro)

Cinco (AS Filhas Sem Nome)
Essa personagem em especial é um exemplo feminista. Ela fugiu de um casamento arranjado e de sua vila patriarcal e foi, às cegas, para a cidade grande em busca de trabalho e liberdade. Aliás, o grande ponto deste livro é a busca pela liberdade, que será um dos meios que trará felicidade.

Capitu (Dom Casmurro)

Úrsula Iguarán (Cem Anos de Solidão)

Ema Bovary ( Madame Bovary)

Livros

História de mulheres (Rosa Montero)

A Mulher Desiludida (Simone de Beauvoir)

Madame Bovary (Gustave Flaubert)

As Meninas (Lygia Fagundes Telles)



Personalidades Femininas

Simone De Beauvoir



"A minha liberdade não deve procurar captar o ser, mas desvendá-lo."
Simone de Beauvoir


Hannan Arendt

"Uma vida sem pensamento é totalmente possível, mas ela fracassa em fazer desabrochar sua própria essência – ela não é apenas sem sentido; ela não é totalmente viva. Homens que não pensam são como sonâmbulos."
Hannah Arendt


Mary Berg (O Diário de Mary Berg)

Esse não é o seu nome verdadeiro, mas foi assim que ficou conhecida. O livro relata como é viver em um campo de concentração em Varsóvia. 

Todos que enfrentaram a segunda Guerra Mundial cara-a-cara, amadureceram de certa forma, e O Diário de Mary Berg é um exemplo de um olhar maduro de uma garota de quinze anos. Impressionante.





Olga
  
Mulher ativista que lutou por seus ideias e assim inspirou um livro e filme homônimos. 
Vale a pena conferir.

Mulheres no mundo da música


Pitty

A cantora baiana  gosta de tratar questões sociais em suas músicas e por isso é uma das cantoras favoritas, para mim.Além disso, se vocês pensam que sua vida foi fácil estão enganados. E a admiro mais pela coragem.



Taylor Monsem



Amy Lee



Simone Simons

Tarja Turunen



Janis Joplin



Sharon Den Adel



Rita Lee 



Menções Honrosas

Minhas menções honrosas vão para as autoras que ainda não li, contudo que um dia lerei e aí sim, poderei dar minha opinião, um pouco mais apurada e plausível do que eu propus neste post - listar personalidades que fizeram alguma diferença pra mim.

Emily Dickinson

Anne Brontë

Anne Rice

Virginia Woolf

Jane Austen

Mary Wollstonecraft


Mais Menções Honrosas

Quero acrescentar mais menções à personagens de livros - ou o nome de séries de livros - que ainda não li, porém pelo que já ouvi falar, são fortes.

Game of Thrones
As Brumas de Avalon
Elizabeth Bennet (Orgulho e Preconceito)
Helen (A Moradora de Wildfell Hall )

Meus queridos, como podem ver, é complicado listar grandes personalidades femininas pois a história está repleta delas! Há várias horas que tento fazer essa difícil tarefa e sei que muitas ficaram fora da lista e peço que me perdoem. Mas sempre vou ficar atualizando, caso apareçam mais...

Bom, desejo à nós mulheres um feliz dia, respeito e igualdade para todos.
Somos capazes de causar "ondas" no mundo. Basta acreditar e se mover para realizar.
Parabéns! Todo dia é dia de vencer.

Até mais!

Comentários

Postagens mais visitadas